Banco do Nordeste 65 anos

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

‘Cunha distribuía propina a Temer, com 110% de certeza’, diz Funaro

 Foto: Givaldo Barbosa / Agência O Globo


Segundo delator, Yunes lavava dinheiro para o presidente com imóveis



"Eduardo Cunha redistribuía propina a Michel Temer, com '110%' de certeza". A frase, que liga o presidente Michel Temer ao ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha, está em um dos depoimentos prestados em 23 de agosto pelo delator Lúcio Bolonha Funaro, apontado como operador de políticos do PMDB Nacional em esquemas de desvio de dinheiro público. 

Nos depoimentos, há várias citações a casos em que Temer, Cunha e outros integrantes do partido teriam levado propina. Mas também há menções a episódios em que houve divergências internas, como na definição de quem indicaria um cargo na Caixa Econômica Federal (CEF) que renderia vantagens indevidas. Funaro disse ainda que José Yunes, amigo e ex-assessor de Temer, lavava dinheiro para o presidente e que a maneira mais fácil para isso era por meio da compra de imóveis.

Senado adia votação de fundo para campanhas


 

Eunício Oliveira adiou para a próxima terça (26/09) a votação do projeto que cria um fundo especial para financiamento de campanhas eleitorais. De acordo com a proposta –articulada por Romero Jucá e apresentada por Armando Monteiro –, o caixa será abastecido com parte do dinheiro de emendas parlamentares de bancadas estaduais e com recursos derivados do fim da propaganda partidária em rádio e TV.

Como não houve consenso entre os senadores, o presidente do Senado Federal transferiu a votação para a semana que vem. Para valerem já em 2018, as mudanças têm de ser aprovadas até 06 de outubro.
 

Fonte: O Antagonista

Educação: Erika entrega kits de leitura no Genipabu




A secretária municipal de Governo e Articulação Política, primeira-dama Erika Gonçalves Amorim, entregou na quarta-feira (20/09), kits do projeto "Nas ondas da leitura" à Escola de Ensino Infantil e Ensino Fundamental (EEIEF) Oscar de Azevedo e Sá, no Genipabu. A unidade recebeu 174 conjuntos para estímulo de produção textual dos alunos. Ao todo, a rede municipal de Caucaia conta 43 mil kits, simbolicamente apresentados pela...

Ficha-suja, PT pode tornar-se piada




O Partido dos Trabalhadores está tonto. A tonteira cresce à medida que aumentam as chances de Lula se tornar um político ficha-suja, inabilitado para disputar eleições. O PT ameaça adotar uma estratégia muito parecida com um plano de fuga. O partido discute a sério a ideia de boicotar as eleições de 2018. Sem Lula, o PT deixaria de lançar candidatos ao Planalto, à Câmara dos Deputados e ao Senado Federal. E viajaria pelo mundo gritando: "É fraude".

O preso José Dirceu, "guerreiro do povo brasileiro", apoia o boicote. A investigada Gleise Hoffman, presidente do PT, acha que o debate expõe a gravidade da hipotética perseguição a Lula. José Américo, deputado estadual do PT de São Paulo, chega a dizer que, sem Lula na urna eleitoral, o país corre "um risco de guerra civil".  Dizia-se o mesmo do impeachment. Mas a única arma que o brasileiro pegou foi o currículo — 13 milhões estão na batalha pelo emprego perdido sob Dilma Rousseff.

Eunício anuncia reconstrução de 10 agências do Banco do Brasil e outras 21 já voltarão a funcionar



O presidente do Congresso Nacional, senador Eunício Oliveira (PMDB/CE) anunciou nesta quarta-feira (20/09), após reunião com o presidente do Banco do Brasil, Paulo Caffarelli, que dez municípios cearenses terão suas agências bancárias reabertas. 

Após solicitação de Eunício, o presidente do banco apresentou ao senador um relatório autorizando a recomposição das agências de Lavras da Mangabeira, Redenção, Ipueiras, Jaguaribara, Milhã, Missão Velha, Cedro, Assaré, Senador Pompeu e Icapuí.

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

ACM Neto defende candidatura própria do DEM




O prefeito de Salvador disse à Folha de S.Paulo que seu partido, o Democratas, deveria lançar candidatura própria ao Planalto em 2018. Apontado como favorável a João Doria na disputa interna do PSDB, ACM Neto disse que tanto ele quanto Geraldo Alckmin "são grandes quadros (…), ambos com chances de representar a mudança que o país tanto precisa".

Na sequência, porém, ele pondera que "é cedo" para falar em alianças. "O quadro que se avizinha exige do Democratas uma candidatura própria, como forma de ampliar o diálogo com os partidos aliados e mostrar forte presença na região Nordeste".

Reportagens de Jonas Mello no Programa João Paulo Monteiro na Rádio Assunção AM 620 Khz - exibido em 20/09/2017

Sérgio Cabral é condenado a 45 anos de prisão na Operação Calicute

Foto: O Globo


Juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Criminal Federal do Rio de Janeiro, impôs pesada punição ao ex-governador do estado



O ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB), foi condenado nesta quarta-feira (20/09), a 45 anos de prisão e dois meses de reclusão, pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Essa foi a primeira sentença do juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal.

O magistrado ainda vai julgar outros 12 processos em que Cabral é réu. Segundo denúncia da Operação, o esquema desviava verbas de contratos do governo do RJ com empreiteiras. Além de Cabral, a sentença do juiz Marcelo Bretas, também condena outras 11 pessoas por participação no esquema.

É a segunda condenação de Cabral.

DEPOIMENTOS

No depoimento da Operação Calicute, a primeira vez em que ficou cara a cara com Bretas, o ex-governador repetiu a estratégia adotada quando foi ouvido pelo juiz Sergio Moro e não respondeu às perguntas do juiz ou do MPF. Falou somente quando foi questionado por seus advogados e a defesa de sua mulher.

Na ocasião, o peemedebista negou ter sido beneficiário de propina de 5% em obras do governo do estado e admitiu ter comprado joias e feito o pagamento com dinheiro em espécie de sobras de campanha. Nos depoimentos seguintes, a defesa mudou a estratégia e o ex-governador passou a responder perguntas. O peemedebista chegou a chamar de maluquice as afirmações de delatores de que ele cobrava os 5% em propina.
 
 
Fonte: Estadão

Começa a nova feira livre dos votos. O país é uma confusão funcionando



Ninguém se iluda de que Michel Temer vá dar por "ganha de véspera" a rejeição da segunda denúncia contra ele na Câmara dos Deputados. Nem que o quisesse, porque a ocasião é boa para mais pressão de sua base parlamentar por recursos, por cargos e por outros tipos de chantagens, implícitas ou explícitas.

É tempo de conseguir edições do Diário Oficial da União, impressões que são mais duradouras que a tatuagem do deputado-comédia do Pará. Na Câmara dos Deputados, há dificuldades até para votar matérias do interesse eleitoral dos próprios deputados, quanto mais para deliberar sobre interesses de Michel Temer.

Na melhor das hipóteses, aprova-se uma coisinha ou outra de menor importância, enquanto se aguarda a deliberação na Comissão de Constituição e Justiça do parecer sobre o pedido de processo e, a seguir, se o envia ao plenário da Casa.

Jornal de Leste a Oeste - edição do mês de setembro de 2017




Fonte: jcr - Comunicação

Informativo diário do Governo do Estado do Ceará, 20 de setembro de 2017

Edição nº 462


TURISMO
                Foto: Ascom / Governo do Ceará   


O governador Camilo Santana se reuniu nesta quarta-feira (20/09), em Pequim, na China, com diretores do grupo Fosun Internacional Limited, que investe em várias áreas pelo mundo, principalmente no segmento do Turismo – grandes resorts e hotéis. Em discussão, a possibilidade de parceria para conclusão e operação do Acquario do Ceará, localizado na Praia de Iracema, em Fortaleza.
                                                   
                    


O Ranking Universitário da Folha de São Paulo foi divulgado na última segunda-feira (18/09) e apontou a Uece como a melhor universidade estadual do Norte, Nordeste e Centro-Oeste do Brasil, pelo sétimo ano consecutivo.


Na terceira matéria da série sobre o Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência, comemorado nesta quinta-feira, 21 de setembro, vamos abordar a importância da acessibilidade nos projetos e obras do Estado.

+ Notícias do dia

Compartilhe nas redes sociais ou envie por email.

Share

Tweet

Forward




Deputado Heitor Ferrer denuncia dinheiro que sai pela culatra

Na fila do abate dá uma coceira no fiofó...!


Jornalista revela farra de diárias e passagens na Operação “Paga Jato”




Marcelo Auler mostra, em detalhes,  em seu blog, a verdadeira farra de diárias e passagens pagas aos procuradores da República envolvidos na Lava Jato. Só com diárias, o grupo da Lava Jato em Curitiba recebeu R$ 463.576,62 em diárias (fora o salário e sem Imposto de Renda) durante os primeiros meses deste ano. Ou aproximadamente R$ 58 mil mensais para o grupo, sem contar as passagens aéreas, para o território e para o exterior. 
 
A campeã é Isabel Groba, a que se incomodou em ser chamada de "querida" por Lula, que abiscoitou quase R$ 65 mil até agosto. A farra também atingia as forças tarefas do Rio, onde uma procuradora recebeu quase R$ 50 mil em diárias e de Brasília, onde só dois auxiliares de Janot tiveram nada menos que R$ 117 mil para pagarem suas despesas de estadia. Auler mostra, detalhe por detalhe, com valores precisos, a farra diarista que, aliás, vem de longe, porque os valores que ele apura são apenas os deste ano. 
 
Coisa de mudar o nome para "Operação Paga Jato", de tanta viagem. Tem história para todos os gostos – e desgostos – como o procurador que é de Curitiba, cuja mulher é de Curitiba – procuradora também, já recebe auxílio moradia-, cujo filho mora em Curitiba que foi transferido para São Paulo, onde recebe auxílio-moradia – e está emprestado para Curitiba, recebendo por isso mais 61 diárias, ou R$ 63, 6 mil.

Tudo, "dentro da lei", claro.

E fora de qualquer padrão ético e moral que se deve exigir do serviço público.

Maioria do STF vota pelo envio da 2ª denúncia contra Temer à Câmara dos Deputados



A maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal - STF já rejeitou nesta quarta-feira (20/09), a suspensão da segunda denúncia contra o presidente da República Michel Temer, acusado de participar de organização criminosa e obstrução de justiça pela Procuradoria Geral da Republica (PGR). O julgamento ainda não terminou, mas já há 6 votos contrários ao pedido da defesa de Temer.